top of page

Descontaminar a Pintura



Considerações iniciais:

 

   Podemos considerar contaminação a todos os elementos externos incrustados sobre a pintura, detorando o seu aspeto e inclusive afetando a nível físico as capas externas da mesma.

 

   Esta contaminação provem principalmente da poluição industrial, mas também pelo pó das pastilhas de travão ( o ferodo), do alcatrão das estradas, restos de excrementos de pássaros, chuvas ácidas, os gases do tudo de escape e inclusive as partículas metálicas que existem na atmosfera e para as quais a superfície do nosso carro faz um efeito de íman, devido á eletricidade estática.

 

   Estas partículas incrustam-se sobre a pintura, e não se eliminam com uma simples lavagem, por muito correta e cuidadosa que seja feita. Com o tempo podem chegar a oxidar-se criando pontos de corrosão na superfície e debilitar e inclusive causar danos na chapa do veículo.

 

   A superfície que podemos observar no nosso carro, é composta por várias camadas.


Superfície metálica: Esta é a chapa propriamente dita, sobre a qual poderá haver outros tratamentos industriais.

 

Pintura Primária: Uma camada destinada a que a pintura fique firme e uniformemente fixada na chapa.

 

Pintura/Cor: É a camada da pintura, com os pigmentos necessários para oferecer a cor propriamente dita à superfície.

 

Verniz: Uma camada com as mesmas propriedades que a camada de pintura, mas sem pigmentos que serve de proteção a camadas inferiores, e ainda mais profundidade de cor.



  Em algumas marcas e/ou cores pode-se encontrar o que se chama “monocamada” em que a camada de verniz não existe e a camada de pintura/cor é mais ampla chegando até á superfície. Este caso particular supõe menos de 5% do total de veículos fabricados.

 

Quando é necessário descontaminar?

 

   Obviamente devemos descontaminar quando a pintura está contaminada. Isto não depende da antiguidade do carro mas sim da sua exposição aos agentes contaminantes. Um carro com 3 dias, acabado de sair do concessionário pode conter contaminação.


Por regra geral devemos descontaminar antes de aplicar qualquer outro tratamento. Não interessa se é um selante ou uma cera, se não o que vamos fazer é proteger uma camada de contaminação sobre a pintura.

E os produtos aderem melhor a uma superfície limpa, deixando um brilho mais uniforme.



Polir não tira a contaminação?


 É bastante inconveniente fazer um polimento sobre a contaminação, assim podemos conseguir precisamente o contrário que desejamos, ou seja detorar a superfície com as impurezas que há sobre ela. Os contaminantes são sempre maiores que os microabrasivos dos produtos de polimento, pelo que forçaríamos essas impurezas contra a pintura.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


Envios gratuitos em compras superiores a 60€

Entregas em 2 dias
bottom of page